Autor: Glebson Dantas - Na Mira

‘Estamos à beira de um colapso no abastecimento de gás de cozinha no RN’, diz Singás

O Rio Grande do Norte pode sofrer um colapso no abastecimento de gás de cozinha, de acordo com o presidente do sindicato das empresas revendedoras do setor, Francisco Correia. Segundo ele, atualmente todos os 167 municípios potiguares convivem com a falta do gás. “Estamos à beira de um colapso”, reforça.

Correia afirma que a quantidade que atualmente chega ao estado potiguar só consegue abastecer à metade da demanda. “Para se ter uma ideia, antes nós mandávamos mil botijões para a cidade de Canguaretama por semana. Agora nós mandamos 100”, revela o presidente do Singás.

Francisco Correia diz que a Petrobras produz hoje na Refinaria Clara Camarão, em Guamaré, 50% do gás de cozinha demandado pelo Rio Grande do Norte. Os outros 50% são divididos entre o Ceará e Pernambuco. “Mas os navios que levam o gás a Fortaleza estão atrasando, e eles pararam de nos mandar. Em Pernambuco, o Ministério Público entrou com uma ação com relação ao desabastecimento deles, e o estado pernambucano também não está mais enviando o gás para o RN”, explica.

Através de nota, a Petrobras alegou que as vendas de gás de cozinha estão acima do volume contratado com as distribuidoras para o mês de junho. “Além disso, frisamos que os estoques da Petrobras desse produto no país se encontram em níveis confortáveis”, diz a nota.

A empresa afirmou também que a sua produção do gás no estado é “historicamente inferior” às vendas das distribuidoras no RN, conforme consumo aparente publicado pela Agência Nacional de Petróleo. Assim, a Petrobras confirmou que, regularmente, parte do gás de cozinha vendido para a população potiguar é oriundo de instalações da Petrobras fora do Rio Grande do Norte.

Os proprietários de distribuidoras afirmam que farão uma movimentação nesta terça-feira (19), para procurar apoio do Ministério Público Federal (MPF) e também do Governo do Estado. A ideia é tentar fazer com que a Petrobras amplie a produção em terras potiguares. Segundo o Singás, a produção começou a diminuir nos últimos quatro anos, até atingir os atuais 50%.

Via G1 RN

A cidade de Areia Branca agora conta com Sistema de Videomonitoramento

A prefeita Iraneide Rebouças esteve na Companhia de Polícia Militar de Areia Branca, local onde foi instalada a Central de Videomonitoramento da cidade, para fazer o acompanhamento da fase de testes. O gerente municipal de Segurança, Roberto Teixeira, o empresário Medeiros Maia e Ubiraci Seixas, membro da diretoria da CDL do município, também acompanharam a visita técnica à sala de monitoramento.

Nesta primeira etapa, foram implantadas 9 câmeras, resultado de uma parceria da Prefeitura Municipal com o Governo do RN, por meio da Secretaria Estadual de Segurança Pública. A central vai funcionar 24 horas no trabalho de monitoramento das principais vias públicas.

Na última sexta-feira (15), a prefeita Iraneide oficializou o repasse de R$ 60 mil para a CDL, sendo a parte da prefeitura no convênio de R$ 120 mil firmado com a entidade, para ampliar o número de câmeras nas principias ruas de Areia Branca.

  

A CDL tem 60 dias para colocar em prática o complemento do Sistema de Videomonitoramento, com a instalação de mais 20 câmeras. O objetivo é utilizar a tecnologia na identificação e resolução de crimes. A expectativa é que as câmeras de segurança diminuam os índices de criminalidade na cidade.

‘Estou salvando vidas’, diz homem que já doou sangue 269 vezes no RN

Sol, chuva, feriado ou trabalho. Não tem obstáculo que impeça ‘super doadores’ potiguares de exercerem aquele ato de cidadania que consideram um sacerdócio. O servidor público de Natal, Paulo Neris, já contabiliza 269 doações ao longo dos últimos 34 anos. O autônomo Flávio Dantas fez 186 doações, desde 1991.

Contando apenas com as doações, deles mais de 1800 pessoas podem ter sido beneficiadas ao longo desse período. É que, segundo entidades que atuam nessa área, cada bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas.

Ele conta que começou a doar sangue aos 18 anos, por influência do pai, militar da Marinha, que tinha esse hábito e que antes podia doar mensalmente, mas agora existem restrições que só permitem quatro doações por ano.

“Acho que poderia ser pelo menos seis vezes ao ano”, diz, achando que poderia ajudar um pouco mais.

Além de doar, ele organizou uma associação que já tem 14 anos e conecta doadores de sangue. Dessa forma, eles ficam sabendo de forma mais rápida das necessidades de doação.

Paulo conta que sempre doou para pessoas que sequer conhece. “Graças a Deus, nunca precisei fazer isso por um familiar, um parente. Tem pessoas que doam por essa necessidade. Mas tem pessoas que apenas se sensibilizam pela causa. Comigo foi assim, aprendi com meu pai”, lembra.

Há 27 anos, Flávio percorre o mesmo caminho quase todos os meses. Ele vai tanto ao Hemonorte, que já é conhecido pelos funcionários. São várias as carteiras de doador que ele já conseguiu preencher.

Via G1 RN

Mossoró passa a ter voos regulares para Recife-PE

A partir de hoje (13) a cidade de Mossoró passa a ter voos regulares para Recife-PE. A capital pernambucana passa a ser ponto de conexão entre a cidade potiguar. De acordo com a companhia Azul, que está operando a linha, serão 04 voos semanais ligando as duas cidades.

Os voos entre Mossoró e Recife acontecerão às segundas, quartas, sextas e domingos. A partir do dia 04 de novembro, as frequências serão diárias, com exceção do sábado.

Em cerca de uma hora e meia, os Clientes que embarcarem em Mossoró poderão chegar à capital pernambucana, um dos principais centros de conexão da Azul. O diretor de planejamento de malha da empresa, Daniel Tkacz, ressalta que os voos de e para a cidade do Rio Grande do Norte permitirão aos viajantes chegar a todas as partes do Brasil e do mundo com a companhia.

O Governo do RN investiu mais de R$ 2 milhões na modernização e adequação do aeroporto, o que possibilitou a mudança de categoria para receber voos de com grande aeronaves.

“Investimos na modernização do aeroporto para levar mais desenvolvimento para Mossoró e toda região Oeste. Mais uma obra do nosso governo”, frisou o Governador Robinson Faria.

“A estrutura vai facilitar o acesso de visitantes aos polos turísticos da Costa Branca e Serrano, para conhecer praias, locais históricos e belezas naturais de várias cidades potiguares. Continuaremos na batalha para trazer novas rotas ao aeroporto”, informou o secretário.

Reforma do Terminal

O Governo do Estado realizou obras técnicas relativas a itens como engenharia, segurança e iluminação. No início de 2017, o Executivo Estadual entregou uma reforma no aeroporto que contemplou espaço para lojas de artesanato, mirante do terminal, salas para administração, para Infraero e para empresas aéreas, check-in de passageiros, embarque, sala VIP e banheiros. No Anexo do aeroporto foram reformadas as instalações para abrigar o Corpo de Bombeiros. Foi instalada também uma cerca de isolamento da pista para evitar a entrada de animais e pessoas, além da pintura do prédio. O valor desse investimento foi de cerca de R$ 300 mil com recursos próprios do Governo.

Divipoe apreende armas e munições em residência no Bairro Paredões em Mossoró

Uma operação desencadeada nesta terça feira 12 de junho, pela equipe de policiais civis da Divisão de Polícia do Oeste (Divipoe), sob a coordenação do delegado Renato Oliveira, no Bairro Paredões em Mossoró, resultou na apreensão de armas e munições.

Um dos alvos da operação era uma residência localizada na Rua Marechal Floriano naquele bairro, que foi denunciada anonimamente onde o denunciante apontava que na casa havia um comercio ilegal de armas. Lá a equipe da Divipoe apreendeu duas pistolas, três espingardas e várias munições de diversos calibres.

O dono da casa, Antônio Menezes Maia foi detido e encaminhado à sede da Divipoe e apresentado ao delegado Renato Olçiveira para procedimentos na forma da lei. O infrator foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma e munições,mas teve direito a fiança e vai responder o processo em liberdade.

Durante o depoimento to ao Dr. Renato Oliveira, Antônio Menezes, negou que comercializava armas e munições e alegou que todo material era utilizado para caça.

FIM DA LINHA

 

Barraqueiros reclamam da falta de organização do Mossoró Cidade Junina

Os barraqueiros que irão trabalhar no Mossoró cidade junina que acontecerá na Estação das Artes em Mossoró/RN, enviaram uma nota à imprensa local na manhã desta quinta-feira (7) informando da má organização do evento.

“O que está acontecendo aqui é um descaso muito grande com o povo de Mossoró,  tão botando gente aonde não tem canto, botando um em cima dos outros.  Estamos aqui esperando uma barraca que a prefeitura tem o direito de dar pois pagamos por ela, e os organizadores falam que as barracas estão no meio do caminho e até agora nada.  Na noite de hoje haverá primeira festa  e nossas coisas estão ao relento” relatou um dos barraqueiros.

Via: Jegue News

Polícia Militar garante tranquilidade na abertura do Mossoró Cidade Junina

No sábado, 2, primeiro dia de Mossoró Cidade Junina, a Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte (PMRN) empregou cerca de 300 policiais de serviço extraordinário no intuito de garantir a segurança dos que foram prestigiar o “Pingo da Mei Dia”.

Distribuídos em patrulhas nas áreas próximas ao evento, os policiais militares de serviço extra estiveram realizando o policiamento ostensivo em diversas modalidades, quer seja motorizado, a pé, entre outros, garantindo assim que todos aproveitassem a festa com segurança.

  

A distribuição do efetivo empregado teve início a partir das 12h e contou com a presença do Comandante Geral da PMRN, Coronel Osmar, que conversou com a tropa e agradeceu a voluntariedade e o empenho dos seus comandados.

A festa transcorreu de forma tranquila e ordeira, sem registros de ocorrências de grande vulto.

Empresário mossoroense acusado de estupro continua foragido

O Juiz da 3ª Vara Criminal de Mossoró, Dr. Cláudio Mendes Júnior, negou pedido de revogação da prisão preventiva decretada contra o empresário dono da Pizzaria Fogo e Brasa, Zenilson da Silva Menezes, investigado por estupro de uma menor de 16 anos em Mossoró RN.

A confirmação foi feita pela Delegada Christiane Magalhães, durante entrevista coletiva a imprensa na tarde desta quarta feira 30 de maio, na Delegacia da Mulher no Bairro Nova Betânia.

De acordo com a autoridade policial, o pedido de revogação da prisão preventiva foi feito pelos advogados de defesa do empresário, mas negado, uma vez que o juiz entendeu, que não existem elementos suficientes para aplicação de medidas cautelares para o artigo 319 do Código de Processo Penal e que o  empresário evadiu-se do distrito da culpa.

A delegada enfatizou que, com a decisão do judiciário a prisão preventiva do empresário está mantida. Ela pede ajuda a população para localizar o o investigado que segundo a delegada encontra-se foragido.

Dra. Christiane Magalhões informou também que desde a decretação da prisão preventiva de Zenilson Alves Menezes, pela justiça, a defesa do empresário não apresentou aquela autoridade policial, qualquer documento que comprove, que o empresário esteja em viagem de trabalho.

VIA BLOG FIM DA LINHA

Mudanças climáticas aumentam incidência de rinite

Horas chove, horas faz sol; a umidade aumenta, mas o calor continua. Está criado o ambiente perfeito para desencadear a rinite. Não à toa os consultórios estão lotados de pacientes com os mesmo sintomas: espirros repetidos, coceira no nariz, obstrução nasal e coriza, entre outros. Na Clínica Pedro Cavalcanti, especializada e com tradição em otorrinolaringologia, por exemplo, o número de pacientes com rinite saltou cerca de 40% no último mês e passou a responder por 80% de todos os atendimentos da unidade em questão.

A médica otorrinolaringologista Iamma Radace explica que a rinite é um problema que acomete cerca 15% da população mundial, principalmente crianças, mas lembra que há tratamento e formas de prevenção. É preciso, contudo, ter o diagnóstico correto.

“O que desencadeia o problema é o contato com alérgenos ou agentes reativos, associados à instabilidade do sistema imunológico. A prevenção consiste basicamente no controle do ambiente, sobretudo o domiciliar que é passível de maior cuidado, além de ações de higiene pessoal rotineiras, entre as quais se inclui lavagem nasal”, detalha.

Já os tratamentos, destaca a médica, são de controle e dependem da qualidade e grau da rinite, e devem ser acordadas individualmente com o paciente. Há também a vacina que ajuda a dessensibilizar o paciente em relação ao alérgeno. E quando, mesmo fazendo o tratamento direitinho, ainda há a obstrução nasal por hipertrofia dos cornetos é recomendado fazer a cirurgia.

Foi o que fez o técnico em mecânica, Fabiano Bertuci Firmino. O fluminense de 32 anos convive com a rinite desde a infância, e já se fez todos os tipos de tratamento. Somente agora, após a cirurgia, é que sente que está respirando bem.

“Eu não sabia o que era respirar bem. Hoje, sendo um dia chuvoso, meu nariz estaria completamente entupido. Me sinto muito melhor, porque aprendi a respirar. Eu não tinha referência, fui crescendo respirando com dificuldade e assim me acostumei”, relata.

E o problema, que sempre piorava em período de mudanças climáticas, interferia diretamente na qualidade de vida dele. “Sempre que eu dormia poucas horas, era certo de manhã eu acordar com dor de cabeça. O mesmo acontecia quando eu fazia atividade física, porque o exercício exigia muito do corpo, mas a respiração não acompanhava. Jogando futebol ou malhando, tinha horas que parecia que minha cabeça ia explodir”.

Diagnóstico correto é essencial

A rinite é muito comum neste período porque a mudança brusca de temperatura e umidade favorecem a proliferação de microrganismos que a desencadeiam. O mofo é um dos vilões desta estação.  Dra. Iamma chama atenção para a importância de procurar um especialista logo que surgirem os sintomas.

As pessoas costumam confundir rinite com outros problemas de forte incidência nesta estação, como a sinusite, por exemplo, e acabam muitas vezes fazendo por conta própria um tratamento que não é o adequado para o caso.

“Estas doenças acometem locais diferentes, possuindo assim sintomas diferentes e tratamentos, algumas vezes, drasticamente diferentes. É necessária sempre a avaliação médica. É importante não banalizar a doença, como se costuma.”, afirma ela.

A médica explica ainda que há casos em que o incomodo no nariz, a coriza e a obstrução nasal persistentes, são causados por alergia alimentar, como a leite ou outros alimentos, de maneira indireta, comprovando mais uma vez a importância do acompanhamento médico da rinite. “A doença deve ser investigada quando não está claro o quadro de alergia respiratória”, detalha.

Em Assú, caminhoneiros são retirados de ponto de apoio na BR-304

A Policia Rodoviária Federal e a Força Nacional desbloquearam o trevo que dá acesso ao Município de Paraú e retirou os caminhoneiros que estavam no ponto de apoio. O movimento teve inicio no dia 24 de maio e foi encerrado na tarde de hoje (29).

Aos poucos os postos já começam a receber álcool e gasolina e o reabastecimento completo deverá acontecer até a próxima quarta-feira (30).

Os bloqueios de caminhoneiros nas rodovias que paralisaram o escoamento da produção em todo o país já provocaram perdas de ao menos R$ 10,2 bilhões, conforme as primeiras estimativas de diferentes setores.