Categoria: PAUSA NA MONOTONIA

NOVIDADE: Cortejo da Liberdade em Mossoró terá “Ala da Diversidade”

“Não preciso ser gay para defender à diversidade”. Com esse tema, um grupo de amigos mossoroenses trará esse ano, para o Cortejo da Liberdade, que acontece dia 30 de setembro, a defesa dos direitos da população LGBTs (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) e contra homofobia.

A ideia nasceu a partir de um grupo do Whatsapp que tem como nome “Big Beijo” e é encabeçado pelo mossoroense, Kleber Azevedo, que atualmente reside na Capital onde é assessor de Relações Institucionais do Governo do Estado.

Segundo Kleber, o objetivo do evento é chamar atenção da população de Mossoró para o respeito às diferenças. “Nós queremos levar cor para a avenida, festejar o amor, a liberdade, o respeito e dizer não à Homofobia, mostrando que ser Homessexual não é doença”, acentua.

Ainda de acordo com o idealizador do projeto, a expectativa é que mais de 300 pessoas juntem-se ao evento, já que a procura pelas camisetas que serão distribuídas gratuitamente está sendo grande. “Começamos a divulgação ontem, através das redes sociais e já recebemos muitas confirmações, de pessoas que querem participar desse momento, que é acima de tudo, de alegria”, ressalta Kleber.

Mossoró Terra da Liberdade

O projeto Mossoró Terra da Liberdade foi lançado na última quarta-feira, 06, e este ano traz eventos durante todo o mês de setembro, sendo encerrado no dia 30 de, data da libertação dos escravos no município, cinco anos antes da Lei Aurea, que decretou a libertação da escravatura do país.

O Cortejo da Liberdade acontece no Corredor Cultural Professor Antônio Gonzaga Chimbinho e o grupo “Big Beijo” será animado pela cantora Nida Lira e conta com o apoio da secretária da Secretaria de Estado do Trabalho, da Habitação e da Assistência Social, Juliane Faria, madrinha do projeto.

Para Juliane, o apoio às causas desse público é de fundamental importância. “Esse tipo de ação, chama atenção para que possamos fazer valer os direitos a estes indivíduos que merecem por parte do Estado e da Sociedade a inclusão social e o reconhecimento dos seus Direitos como cidadãos brasileiros”, reforça a secretária.

Dados

Levantamento do Grupo Gay da Bahia (GGB), e divulgado pelo Jornal O Globo, em janeiro, revela que 9 pessoas foram assassinadas no Rio Grande do Norte vítimas de homofobia. Ao todo, no ano passado foram mortas 343 pessoas lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) no Brasil. O número é recorde nos 37 anos em que o GGB compila anualmente o número de vítimas fatais por homofobia.

Por JOYCE MOURA

INSCRIÇÕES PARA FESTIVAL DA MÚSICA POTIGUAR BRASILEIRA CONTINUAM ABERTAS

A sexta edição do Festival de Música Potiguar Brasileira (FMPB) está com inscrições abertas até 31 de agosto. O Festival é uma realização da Rádio Universitária FM e Universidade Federal do Rio Grande do Norte com o objetivo de valorizar a música potiguar, premiando canções autorais e inéditas de compositores locais.

A inscrição é online, e os interessados deverão enviar ficha de inscrição e toda documentação exigida para o e-mail [email protected] O regulamento do festival pode ser acessado AQUI e a ficha de inscrição baixada AQUI.

Todas as músicas inscritas passarão por uma pré-seleção entre 31 de agosto e cinco de setembro. Após essa fase, as músicas selecionadas serão encaminhadas para uma banca julgadora que contará com cinco membros, e será composta por personalidades do ramo da música, funcionários da rádio Universitária e professores da Escola de Música (EMUFRN).

Serão selecionadas 20 músicas pela banca, sendo 10 na categoria com letra e 10 na categoria instrumental. Serão premiados os três primeiros lugares de cada categoria, com R$ 3 mil para o primeiro lugar, R$ 2 mil para o segundo e R$ 1 mil para o terceiro. As seis canções vencedoras também serão integradas a programação musical da rádio.

Os dois primeiros lugares nas duas categorias, além das premiações, também serão contemplados com a gravação de videoclipes que serão incorporados e exibido na programação na TV Universitária (TVU).

Mossoró Mix 2017 é cancelado

O Mossoró Mix 2017, que teria edição de comemoração dos 10 anos, foi cancelado. O anuncio foi feito pela Gondim & Garcia Produções na tarde desta segunda-feira. A produtora do evento alegou a falta de público e o pesado investimento numa deligada conjuntura econômica-financeira.

O reembolso de quem já adquiriu os ingressos será de forma sistemática. O atendimento ao público ocorrerá no horário compreendido entre 8h e 12h e de 14 às 17h, nos dias assinalados nesta nota, no escritório no Centro Comercial Caiçara, Térreo, Rua 30 de Setembro, 259, Centro de Mossoró.

Confira a nota oficial:

Apesar do esforço sobre-humano, pesado investimento em propaganda e dedicação pessoal de toda nossa equipe, não conseguimos viabilizar a edição dos “10 Anos do Mossoró Mix”, marcado para os dias 6 e 7 de outubro próximos.

Em face da delicada conjuntura econômico-financeira que vive o país, a resposta do público se tornou insatisfatória à viabilidade do pesado investimento. Mesmo com atrações de grande apelo popular no Brasil, não conseguimos garanti-lo.

Corríamos o risco de não honrarmos, como sempre fizemos ao longo de 29 anos de história, compromissos com todos os artistas, mídia, tributos, prestadores de serviços diversos etc.

De antemão, agradecemos a todos os artistas preliminarmente contratados para o Mossoró Mix 2017, pela compreensão e respeito à nossa empresa, conhecida nacionalmente no show business, ao firmarem o distrato contratual, sem que nenhuma demanda judicial fosse desencadeada. Essa foi uma notória demonstração de confiança e respeito mútuos.

Ao público que antecipou compra de acessos aos shows agendados, comunicamos que assumimos total responsabilidade do cancelamento do Mossoró Mix, também no que se refere às compras antecipadas. Não haverá qualquer prejuízo pecuniário à nossa clientela.

Nesta semana, a partir de quarta-feira (23), passaremos a realizar desembolsos que vão seguir essa sistemática:

– Quarta-feira (23 de agosto) – Será atendido quem adquiriu o ingresso para o segundo dia do evento (sábado, 7 de outubro);

– Segunda-feira (28 de agosto) a sexta-feira (1º de setembro) – Será alcançado quem comprou a “casadinha” (pacote dos dois dias);

– Segunda-feira (4 de setembro) a sexta-feira ( 8 de setembro) – Será alcançado quem comprou o ingresso para a 1º dia do evento (sexta-feira, 6 de outubro).

O atendimento ao público ocorrerá no horário compreendido entre 8h e 12h e de 14 às 17h, nos dias assinalados nesta nota, em nosso escritório no Centro Comercial Caiçara, Térreo, Rua 30 de Setembro, 259, Centro de Mossoró.

Agradecemos a compreensão de todos e renovamos o compromisso de continuarmos investindo no entretenimento do nosso público, em outras ocasiões, sob os mesmos critérios de qualidade e segurança.

Gondim & Garcia Produções

Projeto Câmara Cultural pode se tornar patrimônio de Mossoró

A vereadora Izabel Montenegro, presidente da Câmara Municipal de Mossoró, apresentou Projeto de Lei para garantir o reconhecimento do Câmara Cultural como patrimônio cultural de Mossoró.

 

O Projeto de Lei foi lido em plenário na sessão da última terça, 9 de agosto, e agora está no setor de comissões onde será apreciado e votado. Posteriormente, retorna ao plenário para votação dos vereadores.

O Câmara Cultural foi criado para levar ações culturais e de entretenimento aos bairros de Mossoró, como forma também de aproximar à população do Poder Legislativo e valorização dos talentos locais. Quando o projeto for retomado, a ideia da presidente da Casa Legislativa é incluir também ações sociais, que beneficiem ainda mais os moradores dos bairros onde o Câmara Cultural for realizado.

Para justificar o projeto, a presidente da Casa Legislativa destaca que o patrimônio cultural de um município é constituído pelos bens de natureza material e imaterial, portadores de referência à identidade, à ação e à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade e que o Câmara Cultural se encaixa nesta definição. “Esse projeto já está presente no imaginário dos mossoroenses e deve ser valorizado. Nossa intenção é ampliá-lo, levando a iniciativa a mais pessoas.”, destaca Izabel Montenegro.

A Sessão de Arte “Câmara Cultural”, teve início através da Resolução 33/2009, com intuito de trazer à casa de leis, as discussões inerentes ao cenário cultural do município. O projeto foi ampliado, tendo melhorias nas várias gestões, à medida que tornou-se mais popular e descentralizado, saindo das sessões de arte dentro do plenário e indo para as ruas e praças da cidade, beneficiando artistas nas suas várias expressões, artesãos, comerciantes e o público em geral, que passou a contar com uma programação cultural gratuita, acessível e cheia de diversidade.

“Viva o Brega, Ser Diferente é Normal, Nos Embalos da Jovem Guarda, Cantando a Liberdade, Velhos Carnavais, Rastapé no Interior”, são alguns dos temas levados às ruas, nas edições realizadas em 2015, na gestão do ex-presidente Jório Nogueira.

Jazz na capital do oeste potiguar

No próximo mês, Mossoró recebe na ‘Estação das Artes Elizeu Ventania’, pelo segundo ano consecutivo, um dos maiores festivais do gênero no Brasil, o Fest Bossa & Jazz 2017. Totalmente gratuito, o evento acontece nos dias 22 e 23 de setembro.

A mais nova atração confirmada pela organização do Fest Bossa & Jazz é a Orquestra Sanfônica de Mossoró.  O grupo vai preparar um show especial que contará também com o talento da cantora potiguar, Dayanne Nunes. Regida pelo jovem maestro Cláudio Araújo, a Orquestra se tornou umas das maiores representações culturais da música potiguar nordestina e, em especial, dos mossoroenses e já dividiu palco com grandes artistas locais e nacionais.

Entre os artistas já anunciados para edição 2017 de Mossoró, estão: o músico luso-brasileiro Nuno Mindelis, Sueldo Soares convida Sandra de Sá e o Tributo a Emílio Santiago que envolverá os artistas Marcos Lessa, Alan Barboza, Fernando Merlino, Alex Magno, Anderson Lima e Gustavo Almeida.

O Festival vai ser em setembro, mas neste mês, os ansiosos já podem se programar para as prévias que acontecerão no Thermas Hotel & Resort e no Virgulino Bar. As datas serão divulgadas em breve.

O evento é assinado pela Juçara Figueiredo Produções, com apoio da Prefeitura Municipal de Mossoró, patrocínio Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através da Lei Estadual Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura, recursos da SETUR e EMPROTUR por meio do Governo Cidadão. E, a promoção em Mossoró ficar por conta da TCM.

Partage Shopping Mossoró promove tributo a Belchior

No último domingo, a cultura brasileira perdeu o cantor e compositor Belchior. Em sua homenagem, o Partage Shopping Mossoró realizará um show no formato pocket, em tributo ao artista, na próxima sexta, 5 de maio, às 19h. A apresentação é totalmente gratuita e tem parceria com o Fã Clube Alucinação.

Um dos ícones da música nordestina da década de 70, Belchior influenciou várias gerações de artistas. O fã clube convidou Artur Soares para cantar o vasto repertório de sucessos, como: “Como os nossos pais”, “Coração Selvagem”, “Fotografia 3×4”, “Mucuripe” e “Medo de Avião”. O show ainda conta com participações especiais de convidados. Além das canções, a noite tem com uma exposição artística de fotos e discos.

“Um show dessa natureza, não serve para relembrar Belchior, pois nunca o esquecemos, essa é uma apresentação para celebrá-lo. Somos influenciados pela figura do Belchior, principalmente, nós nordestinos, pois ele cantava e contava a nossa história”. Fala de Caio César Muniz, presidente do fã clube Alucinação.

 

Serviço:

Evento: Tributo a Belchior

Local: Partage Shopping Mossoró

Data: 05/05/2017

Horário: 19h

Maiores informações:  (84) 3422-7000

Zeca Baleiro se apresenta em Mossoró dia 06 de maio

O cantor e compositor Zeca Baleiro se apresenta na festa de 10 anos do programa “Coisas do Sertão”, que acontece no dia 06 de maio, no Teatro Dix-Huit Rosado.

Neste show, acompanhado de seus violões, para os quais usa algumas afinações diferentes das usuais, e de Tuco Marcondes (guitarras e vocais), o cantor e compositor maranhense faz um passeio pela sua discografia, mostrando alguns lados B e arranjos contagiantes de canções já consagradas como “Salão de Beleza”, “Telegrama”, “Meu Amor Minha Flor Minha Menina” e “Babylon”.

O público também pode esperar surpresas de Zeca Baleiro, que costuma preparar releituras de músicas de outros artistas.

12

Sobre Zeca Baleiro

Jose Ribamar Coelho Santos, conhecido como Zeca Baleiro, músico, cantor e compositor brasileiro, nasceu em Arari no interior do Maranhão, no dia 11 de abril de 1966.

O apelido “Baleiro” vem do fato de José Ribamar gostar muito de doces e, quando cursava faculdade costumava ter sempre balas para consumir entre as aulas.

Iniciou sua carreira fazendo trilhas sonoras de peças de teatro. Mudou-se para São Paulo, onde participou de um disco de Gal Costa e a partir daí sua carreira deslanchou.

Entre seus CDs e DVDs estão: Por Onde Andará Stephen Fry? (1997) (Disco de ouro), Vô Imbolá (1999) (Dico de ouro), Líricas (2000) (Disco de ouro), Pet Shop Mundo Cão (2002), Raimundo Fagner e Zeca Baleiro (2003) (Disco de ouro), Baladas do Asfalto e Outros Blues (2005), Baladas do Asfalto e Outros Blues Ao Vivo (2006), O Coração do Homem Bomba – Vol. 1 (2008), O Coração do Homem Bomba – Vol. 2 (2008), O Coração do Homem Bomba – Ao Vivo (2008), Concerto (2010), Lado Z (2012), Era Domingo (2016).

SERVIÇO: 

QUANDO? 06/05/2017

ONDE: Teatro Dix-Huit Rosado

INGRESSOS: R$ 80,00 (antecipado) R$ 100.00 (no dia)

PONTOS DE VENDA:
Sapataria Passo a Passo, Partage Shopping e na loja Morena Flor localizada no Shopping Boulevard.

INFORMAÇÕES: 84 99687-4177 e 98610-1033

Cia. Pão Doce embarca hoje para apresentações em São Paulo

A Cia. Pão Doce de Teatro, de Mossoró, partirá hoje (dia 25 de abril) para terras paulistas. O grupo foi convidado pelo SESC SP para ser parte da programação do Circuito Sesc de Arte 2017. Na ocasião passarão por nove cidades com o espetáculo “A Casatória c’a Defunta”.

O Circuito Sesc de Artes traz em sua programação diferentes ações de música, dança, teatro, circo, cinema, artes visuais e literatura. A programação envolve 80 trabalhos artísticos com 529 artistas em 882 apresentações. As apresentações serão realizadas em espaços públicos, como praças e ruas com cerca de 700 horas de programação.

“A Casatória c’a Defunta” é uma comédia romântica para a rua e espaços alternativos, que surgiu a partir de uma pesquisa desenvolvida pela Cia. Pão Doce de Teatro nas zonas rurais do RN, que tinha como objetivo, descobrir a partir da arte, formas de debater sobre a vida e a morte segundo o imaginário popular.

Impulsionado por histórias de amor sertanejo, causos de vida e morte, brebotos de calçadas e tantos outros contos e pontos que enriquecem o folclore brasileiro, o grupo envolve o público com causos que vão desde a poesia matuta, impregnada de humor, neologismos, sarcasmo, amor e ódio, até cantorias, contos de “malassombro”, piadas e textos de nordestinidade apurada, proporcionando aos espectadores novas sensações e boas reflexões sobre a pós-vida, e sobre a cultura popular e sua preservação.

Com um texto delicado e metafórico, o autor Romero Oliveira retrata uma história de amor, amizade, respeito e equilíbrio entre os mundos real e espiritual, mostrando através da cena e da musicalidade, a vida e a morte como distintas e ao mesmo tempo equivalentes, navegando entre os ritmos populares do Nordeste e canções autorais executadas ao vivo.

O grupo utiliza na construção cenográfica do espetáculo, elementos redefinidos em suas funções a partir da rica e poética “estética da pobreza” do cenógrafo, figurinista e diretor Marcos Leonardo que utiliza no figurino, adereços e cenário, construídos de lona, estopa, madeira de descarte, cobertores, couro, vara de pescar, retalhos de tecidos, calçados velhos, e na iluminação de baixo consumo, o princípio da sustentabilidade.

SINOPSE

A Casatória C’a Defunta conta de modo lúdico e divertido as peripécias de quem já partiu desta vida para uma melhor e dos que ainda respiram por esses ares. Cinco atores em “pés-de-banco” levam a magia para as ruas a partir da história do medroso Afrânio, que está prestes a casar-se com a romântica Maria Flor, mas acidentalmente casa-se com a fantasmagórica Moça de Branco, que o conduz para o submundo. Lá, o jovem fará valorosos amigos e aprenderá uma grande lição, porém está disposto a não desistir do seu amor verdadeiro, mesmo que isto lhe custe a própria vida.

CIA. PÃO DOCE DE TEATRO

A Cia. Pão Doce de Teatro, de Mossoró, nasceu da união de um grupo de atores para realização de uma única apresentação do espetáculo “A Aurora da Minha Vida”, de Naum Alves de Souza, em comemoração aos 100 anos do Colégio Diocesano Santa Luzia. A partir daí, não parou mais.

Hoje a Companhia figura entre os mais importantes grupos teatrais no cenário cultural norte-rio-Grandense, seguindo desde 2002 uma linha de atuação e pesquisa que contempla todas as idades.

A companhia seguiu como uma escola para jovens atores durante quase dez anos, tendo em seu currículo algumas montagens como “Eu Chovo, tu Choves, ele Chove” de Sylvia Orthof (2004), “Meus Bons Tempos” (2006-2012), “Sonho de Cinderela” (2008), “À luz do luar” (2012), “A Casatória c´a Defunta” (2014) e sarais, como “Os Menestréis de Oswaldo” (2009-2013), “Os Amores de Cora e Chico” (2010), “Retalhos de Carnaval” (2011) e “Acordo Invisível” (2012).

Desenvolvendo até hoje um trabalho investigativo com foco na construção da presença do ator e da música como elemento de dramaturgia, a Cia. Pão Doce continua aperfeiçoando as suas produções e métodos de interagir com o cenário local, colaborando sempre para a pluralidade cênica na cidade de Mossoró.

O grupo já circulou por diversas cidades do Nordeste e desenvolveu durante dois anos um trabalho em mais de vinte zonas rurais no estado do Rio Grande do Norte, com o “Projeto Pão Doce na Rural”, através do Programa Banco do Nordeste de Cultura em parceria com BNDES e Governo Federal, o processo do Pão Doce na Rural, despertou na Companhia o interesse de estar cada vez mais próximo do público, surgindo assim em 2014, o primeiro espetáculo para a rua e espaços alternativos, “A Casatória c’a Defunta”.

Contemplado com o Prêmio Fomento de Incentivo às Artes, este é o primeiro espetáculo do grupo que conta com texto e músicas autorais. A Cia. Pão Doce de Teatro traz em seu currículo participação em importantes festivais pelo Nordeste.

Foi contemplada em 2014 com o Prêmio Funarte Artes na Rua, representou o RN no Intercâmbio Cultural Palco Giratório 2015 (RN-GO) e no 22º Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, ficando entre os três melhores espetáculos da Mostra Nordeste segundo o júri popular com o espetáculo “A Casatória c’a Defunta”.

Participou da Aldeia Sesc Seridó 2015, XI Mostra Ariús de Teatro, Aldeia Palco Giratório (PB e RN), do III Festival O Mundo Inteiro é um Palco, organizado pelo grupo Clowns de Shakespeare, do 6º Festival Popular de Teatro de Fortaleza, 17ª Mostra Sesc Cariri de Culturas, do 3º Festival Nacional de Teatro de Rua do Ceará, do 17º encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua, foi selecionada para integrar o Circuito Palco Giratório 2016, recebeu duas indicações ao Troféu Cultura RN 2016 nas categorias de “Melhor Ator” e “Melhor Atriz” e duas indicações ao Prêmio Cenym do Teatro Nacional nas categorias “Melhor Cia. de Teatro” e “Melhores adereços e objetos de cena” levando para casa os troféus de “Melhor Ator” e “Melhores adereços e objetos de cena”.

O grupo já circulou por mais de 60 cidades entre 19 estados brasileiros e mantém hoje uma sede em parceria com a Cia. A Máscara de Teatro, o Espetáculo Espaço Artístico, no qual realiza seus ensaios, trabalhos de produção, oficinas, pesquisas e apresentações de espetáculos das duas companhias e de outros companheiros de arte.

Ficha Técnica

Direção | Marcos Leonardo
Elenco | Ligia Kiss, Mônica Danuta, Paulo Lima, Raull Davyson, Romero Oliveira
Texto | Romero Oliveira
Concepção e Direção Musical | Romero Oliveira
Cenografia e Figurino | Marcos Leonardo
Contrarregra | Bárbara Paiva
Maquiagem | Cia. Pão Doce de Teatro
Fotografia | George Vale
Designer | Igor Castro
Produção | Cia. Pão Doce de Teatro

(fonte: www.papocultura.com.br)

Prefeita Rosalba sanciona lei que recria Secretaria de Cultura e empossa novo titular da pasta

A prefeita Rosalba Ciarlini sancionou nesta sexta-feira (07) a Lei complementar 133, de 07 de abril de 2017, que recriou a Secretaria Municipal de Cultura. O projeto lei de autoria do Executivo foi aprovado à unanimidade pela Câmara Municipal de Mossoró (CMM). Em solenidade realizada no Salão dos Grandes Atos do Palácio da Resistência, Rosalba também deu posse ao novo secretário de Cultura, o arquiteto e urbanista Eduardo Falcão.

Após parabenizar os jornalistas (o Dia do Jornalista é comemorado em 7 de abril), Rosalba disse que, ao recriar a Secretaria de Cultura, estava resgatando uma palavra dada quando era candidata a prefeita. “Eu estive com os artistas na época da campanha e percebi que eles estavam se sentindo desprotegidos e órfãos em virtude da extinção da Secretaria de Cultura”, declarou.

A prefeita agradeceu à Câmara pela aprovação do projeto e lembrou que Mossoró já chegou a disputar o título de capital cultural do Brasil e precisa resgatar suas tradições culturais.

Logo após, Rosalba empossou o arquiteto e urbanista Luiz Eduardo Lima Moura Falcão como secretário municipal de Cultura. A prefeita disse que conhece Eduardo Falcão desde criança e sabe da sua vontade e do seu amor por Mossoró. “Ele sempre teve a vontade de ver a cidade mais bonita, mais organizada. É uma pessoa com muito envolvimento com as artes visuais e que tem relacionamento com toda a classe artistas”, enfatizou.

O novo secretário agradeceu “as oportunidades dadas por Rosalba” e falou da sua trajetória profissional no município, relembrando que, há 20 anos, esteve pela primeira vez no Salão dos Grandes Atos para apresentar o projeto do Ginásio Municipal Pedro Ciarlini. “Trata-se de uma missão bastante árdua, haja vista que a secretaria tinha sido extinta. Quero convocar todas as pessoas para que possamos fazer um bom trabalho. Conto com todos e confio em Deus que vamos fazer um bom trabalho”, discursou.

Representando a CMM, a presidente da Casa, vereadora Izabel Montenegro, elogiou a escolha de Eduardo Falcão para a Cultura. “Foi uma grande escolha. Eduardo tem as condições de resgatar o histórico cultural de Mossoró. Mossoró não pode mais perder o seu patrimônio histórico. A Câmara estará de mãos dadas com a Prefeitura e o secretário”, garantiu a parlamentar.

Rosalba adiantou que, junto com o secretário, vai reunir toda a classe artística após a Semana Santa para discutir ideias e sugestões para montar o planejamento da cultura. A prefeita disse ainda que quer criar um espaço na secretaria para que toda sociedade possa contribuir com ideais e projetos para captar recursos que existam para a cultura. “Como senadora, comecei a conhecer meios de buscar recursos. E precisamos de projetos para isso”, relatou.

A solenidade contou com a participação dos secretários municipais Aldo Fernandes (Planejamento), Kátia Pinto (Infraestrutura, Meio Ambiente, Urbanismo e Serviços Urbanos), Eliéser Girão (Segurança Pública, Defesa Civil, Mobilidade Urbana e Trânsito), Edna Paiva (Gabinete), Benjamin Bento (Saúde), Lorena Ciarlini (Desenvolvimento Social e Juventude), Ronaldo Cruz (Administração e Finanças), Magali Delfino (Educação, Esporte e Lazer), Karina Ferreira (Procuradoria Geral), Aglair Abreu (Comunicação Social), Abraão Padilha (Fazenda) e Elviro Rebouças (presidente da Previ-Mossoró); secretárias executivas Doriana Bulamarqui (Meio Ambiente e Urbanismo) e Katherine Bezerra (Agricultura e Recursos Hídricos); vereadores Didi de Arnor, Francisco Carlos, Emílio Ferreira, Maria das Malhas e Ricardo de Dodoca; padre Charles, diretor geral do Colégio Diocesano Santa Luzia; além de integrantes do movimento cultural e convidados do secretário empossado.

 

Mossoró Cidade Junina

Ainda na solenidade, Rosalba afirmou que quer realizar o São João mais cultural do Brasil. “Vamos trabalhar mais com a classe artística da terra”, adiantou. A prefeita disse ainda que o Mossoró Cidade Junina (MCJ) terá menor investimento, mas será uma bonita festa. “Dinheiro está difícil. Mas mesmo com as dificuldades, o Mossoró Cidade Junina será realizado com todo a dedicação e zelo que merece”, justificou.

Secom/PMM 

A grande final da Mais Bela Voz Kids

Na noite de ontem, tive o prazer de ser convidada pela equipe de coordenação do Concurso “A Mais Bela Voz Kids”, realizado em parceria com o Partage Shopping e a Rádio Rural de Mossoró, para fazer parte do corpo de profissionais que julgariam artisticamente e tecnicamente os 5 candidatos ao título.

A praça de alimentação estava lotada e após quase 2 meses de várias etapas, as emoções transbordaram em forma de talento e cultura. Padre Ricardo reforçou em sua fala o principal objetivo do concurso: “Promover espaços saudáveis para pais e filhos, com cultura e entretenimento.”

Os 5 finalistas: Beatriz Gurgel, José Fredson, Maria Eduarda, Rebeca Araújo e Yanne Camille abriram o show cantando juntos, trazendo a mensagem de união e amizade, e mostrando que o ambiente do concurso na verdade é um espaço de confraternização.

No juri, além de mim como jurada artística, estavam os professores Leopoldo Galtieri e Halysson Dantas. Após as apresentações, as notas foram distribuídas levando em consideração voz, dicção, afinação, ritmo e postura de palco.

Antes da divulgação do resultado, os ex-participantes João Pedro Cavalcante e Alana Gurgel prestaram uma homenagem a duas pessoas importantes no concurso, o maestro Vivi e a psicóloga Niedia Paiva.

Após serem computados os votos, a classificação ficou definida como Maria Eduarda na 5ª colocação, José Fredson na 4ª colocação, Beatriz Gurgel na 3ª colocação e Rebecca Araújo na 2ª colocação.

A grande campeã do concurso, cantando “Zombie”, um clássico dos anos 90 da banda The Cranberries, foi Yanne Camille.

Os patrocinadores do evento estiveram  presentes para entregar as premiações. Para o primeiro colocado, uma bolsa de estudos de 1 ano letivo no colégio Mather Christi e a gravação de um clipe musical pelo diretor David Dantas. Já o segundo lugar ganhará um bolsa de estudos na escola de idiomas CNA e o terceiro mil reais em material escolar.

O evento encerrou-se com uma chuva de balões coloridos,  mostrando que todos os participantes são vencedores pois enfrentaram os medos, as angústias e mesmo com pouca idade souberam transmitir energias de entusiasmo e esperança.

Parabenizo o Partage Shopping e a Rádio Rural de Mossoró por esta primeira edição do concurso, torcendo pelas próximas edições e que mais talentos possam surgir e serem revelados. Parabéns aos candidatos por todas as brilhantes participações. Esta noite ficará na memória.