Categoria: PAUSA NA MONOTONIA

Cinebiografia da trajetória de Elis estreia hoje no Multicine Cinemas do Partage Shopping

Premiado no Festival de Gramado (melhor filme no júri popular, melhor atriz e melhor montagem) e bastante aplaudido pelo público em sua exibição no Festival do Rio, “Elis” supera de forma convincente os desafios impostos a toda cinebiografia: resumir, na duração de um longa-metragem a história de uma vida, selecionar os episódios, encontros e personagens que deram sentido e forma a essa vida (deixando necessariamente muita coisa importante de fora) – e, ao mesmo tempo, oferecer ao espectador uma narrativa atraente e cinematograficamente consistente.

 

O primeiro, mas não o menor, dos méritos do longa de Hugo Prata é a sinceridade na composição da protagonista, com seus conflitos e contradições. Contribuem para isso as qualidades do roteiro e, naturalmente, a interpretação vigorosa de Andreia Horta. Mesmo um marciano que porventura caísse na Terra e fosse ao cinema assistir ao filme sairia da sessão com uma visão clara de quem foi Elis Regina e da importância que ela teve na vida cultural, musical e mesmo comportamental do Brasil de seu tempo. É claro que uma trajetória tão rica e movimentada poderia ser contada por meio de outros recortes, o que não invalida as escolhas do diretor.

Assista o trailer:

Do início da carreira, nos anos 60, à morte precoce aos 36 anos, em 1982, Elis Regina se firmou como a maior cantora brasileira. Influenciada pelas cantoras do rádio que ouviu na infância em Porto Alegre, Elis usava e abusava da dramaticidade e da extensão vocal – na contracorrente do estética contida e diminutiva da Bossa Nova. Com o tempo, inclusive na escolha do repertório, ela desenvolveu um estilo próprio e muito particular, de grande intensidade, que muitas cantoras até hoje tentam emular sem sucesso. 

O filme começa com uma das primeiras viagens de Elis ao Rio de Janeiro, em 1964, ainda praticamente uma adolescente, acompanhada pelo pai. Apesar de correta na exposição e no encadeamento dos acontecimentos, essa primeira parte demora um pouco a pegar, e o espectador mais exigente pode se incomodar um pouco com os resíduos de sotaque mineiro nas falas da atriz (não que Elis tivesse um sotaque marcadamente gaúcho, mas mineiro não era).Elis poster

 

Superado esse prólogo, porém, a narrativa envolve completamente a plateia, com um arco bem construído e momentos de alta sensibilidade e poesia. O uso das músicas como elementos de transição em momentos-chave da trajetória musical e existencial da cantora é delicado e inventivo, com uma trilha sonora orgânica e plenamente integrada ao enredo: as explosões de temperamento, os amores difíceis, a felicidade de ser mãe, a dor das separações, tudo isso é registrado com emoção e intensidade.

 

O desafio é ainda maior pela quantidade de personagens secundários importantes no filme: Cesar Camargo Mariano, Miele, Ronaldo Bôscoli, Henfil, Lennie Dale (Julio Andrade, excelente), Nara Leão (Isabel Wilker, boa atriz, mas com porte físico inadequado para o papel) etc. A questão política, com o episódio da polêmica apresentação de Elis em um evento das Forças Armadas em plena ditadura, é tratada de forma correta, sem exageros.

 

Por outro lado, os anos finais de Elis Regina, incluindo seu envolvimento com a cocaína, são tratados de forma muito ligeira. Não há uma preparação suficiente para o coquetel de angústia e droga que provocou a sua morte precoce, o que torna um pouco brusco (e anticlimático, porque esvaziado de carga dramática) o final do filme.  Mas esta é uma pequena ressalva, que em nada compromete o êxito do longa-metragem que tem todos os elementos para agradar a um público significativo.

Do G1, por Luciano Trigo. 

Serviço:

“Elis” estreia hoje nas salas do Multicine Cinemas no Partage Shopping.

Sala 2: 16h05, 19h10, 21h20

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Academia Shekiná apresenta o espetáculo de dança “O Quebra-Nozes” no Teatro Dix Huit Rosado

Um sonho, sabemos, não é real. Ou será que é somente o tempo que o separa da realidade? Ou quem sabe uma boa dose de fé, perseverança e boa vontade para vê-lo transformar-se?

Baseado no conto “O Quebra-Nozes e o Rei dos Camundongos”, de Ernest Theodor Amadeus Hoffmann, publicado em 1816, com a adaptação do francês por Alexandre Dumas, o balé O Quebra-Nozes, composto por Tchaikovsky, já teve inúmeras interpretações pelo mundo e pelas décadas.

Com a dança e com a alma, os bailarinos da Academia Shekiná, em uma livre adaptação, trazem de novo à tona uma história rica de fantasia e repleta de lições que não envelhecem.

O sempre atual Quebra-Nozes sirva-nos de quebra-corações!

O espetáculo O Quebra-Nozes, apresentado pela Academia Shekiná, com direção de Natália Negreiros, acontece nos dias 02, 03 de Dezembro, às 20h, e dia 04 de Dezembro, às 18h, no Teatro Municipal Dix-Huit Rosado.

Uma viagem por um mundo de fantasia que ensina lições para vida real!

1

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Inscrições do Concurso A Mais Bela Voz entram na fase final

Os últimos dias de inscrição para o tradicional concurso A Mais Bela Voz realizado este ano em parceria entre o Partage Shopping Mossoró e a Rádio Rural estão chegando. A oportunidade para você demonstrar o seu talento se encerra amanhã, dia 15/11.

O concurso tem como objetivo descobrir os talentos Mossoroenses através da música. As inscrições estão sendo feitas através do site www.partageshoppingmossoro.com.br/a-mais-bela-voz

A premiação dos ganhadores será:

1° lugar –  1 (Um) aparelho Smart TV LED 40 Samsung Full HD UN40J5200 – Conversor Digital Wi-Fi 2 HDMI 1 USB + 2 (Duas) diárias com direito a café da manhã e 1 (um) acompanhante para Natal/RN no hotel Porto Suítes

2° lugar -1 (Um) Tablet Multilaser – 7” M7S/QUAD/8GB/WI-FI + 1 (Uma) Diária em Martins/RN com direito a café da manhã e 1 (um) acompanhante no Hotel Serrano

3° lugar –  1 (Uma) Caixa de Som Bluetooth Beats PILL+  USB WITH

 

amaisbelavoz

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Poeta Antonio Francisco recebe título de cidadão natalense

O poeta Antonio Francisco receberá o título de cidadão natalense na próxima sexta-feira, (18), no Plenário Érico Hackradt, na Câmara Municipal de Natal, às 09h30, honraria proposta pelo vereador George Câmara.

A poesia do mossoroense Antônio Francisco tem o incrível poder de encantar e fascinar a todos que dela tomam conhecimento. Encanta na medida que nos transporta para o mundo imaginário que o autor cria para situar a sua história; fascina pela beleza de suas personagens, pela leveza dos seus versos e por sua imaginação fértil.

Mais que merecedor desta honraria, o poeta tem realizado um lindo trabalho nas escolas do todo o Estado, transformando o pensar de crianças, jovens e adultos.

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Fundação José Augusto abre cadastro de reserva para profissionais de artes

A Fundação José Augusto, disponibiliza a partir de hoje, 14 de Novembro, no site www.cultura.rn.gov.br,  a abertura das inscrições para formação de cadastro de reserva de profissionais das artes, para realizações de oficinas e coordenação artística de grupos culturais em unidades socioeducativas da FUNDAC – Fundação Estadual da Criança e do Adolescente, localizadas nas cidades de Natal, Parnamirim, Mossoró e Caicó.

isaura

Serão contempladas as áreas de Artes Cênicas: (Teatro – Circo – Teatro de Rua – Teatro de Boneco – Teatro do Oprimido – Mamulengo); Áudio Visual: (Produção de Vídeo – Pesquisa audiovisual – Arte em Argila); Música; Música (Música instrumental – Musicalidade Nordestina – Flauta – Violão); Artes Visuais: (Fotografia – Pintura – Pintura em Tela – Escultura em cimento); Literatura (Cordel – Poesia – Produção de Texto – Jornalismo Cultural); Dança (Dança– Hip Hop – Dança de Rua – Dança Contemporânea – Danças Folclóricas); Arte de Rua (Grafite);Artesanato (Artesanato em papeis – Artesanato de Reciclagem); Diversidade Cultural (Cultura Afro-brasileira – Religiosidade Afro-brasileira – Capoeira – Musicalidade Afro-brasileira) e Gestão: (Coordenação de Grupos Culturais).

As inscrições se encerram no dia 22 de novembro.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Kelly Lira canta Tributo a Tim Maia hoje (20), no The Old

kellylira

A cantora Kelly Lira apresenta Tributo a Tim Maia nesta quinta-feira (20) no Bar The Old, acompanhada pelos músicos Anderson Lima e Gustavo Almeida, da banda Frequência 2. Uma noite para relembrar alguns dos grandes sucessos do “síndico”. No set list estão Me dê motivo , Réu Confesso, Do Leme ao Pontal, Descobridor dos Sete Mares, entre outros.

 

SOBRE TIM MAIA

O cantor, que faleceu em 1998, foi um dos principais nomes do soul music brasileiro. Foi o responsável pela introdução do estilo soul na música popular brasileira e no dia 28 de setembro, faria 74 anos de idade.

Tim Maia sabia viver a vida. Pelo menos do seu jeito intenso de ser.  Ainda menino se apaixonou pela energia da bateria, mas foi com o violão que descobriu a sua voz, extremamente grave.  Formou o grupo de rock Os Sputinicks quando tinha apenas 15 anos e depois partiu para os Estados Unidos, onde permaneceu por alguns anos, os quais determinaram o seu jeito de fazer música. Voltou e se transformou no pai da soul music brasileiro, estourando nos anos 1970.

Tim, cheio de personalidade, nunca teve uma convivência saudável nem com gravadoras nem com a mídia. Era famoso por esquecer entrevistas e participações em programas, além de faltar a shows. Ainda assim, sempre contou com uma legião de fãs. Morreu em 1998, quando subitamente se sentiu mal na abertura de um show. O livro de  Nelson Motta e o filme “Vale tudo” de 2013 apresentam um retrato do artista e também do ser humano polêmico.

 

SERVIÇO:

 

TRIBUTO TIM MAIA com Kelly Lira + Frequência 2

LOCAL: THE OLD – Rua Venceslau Braz, 144 – Centro – Mossoró

HORA: 21h

VALOR COUVERT ARTÍSTICO: R$ 7,00 

* Caipirinha clonada das 18h às 21h

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Memorial da Resistência de Mossoró terá exposição sobre câncer de mama

O fotógrafo Pedro Dewey e a estudante Camila Oliveira realizam hoje a exposição que traz o tema “Outubro Rosa”, com o objetivo de apoiar a luta das mulheres diagnosticadas e chamar atenção da população sobre o câncer de mama.

O evento acontecerá hoje, quarta feira (19), no Memorial da Resistência, tendo início ás 19h00min e se estendendo até às 22h, com a trilha sonora dos artistas Carlos Júnior e Dj Juninho . Ao final da exposição  haverá o sorteio de um ensaio fotográfico para as mulheres que comparecerem ao evento vestindo rosa, mostrando que é a favor dessa luta.

São 26 fotografias com 35 mulheres, sendo algumas delas portadoras do câncer de mama.

convite-outubro-rosa

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Canoa Quebrada vira palco do blues, dias 11 e 12 de novembro

A praia de Canoa Quebrada, em Aracati, no Ceará, vai ser novamente palco para grandes nomes do Blues nacional.
E, nos próximos dias 11 e 12 de novembro, sexta e sábado, o estilo musical de alma negra ganha um cenário paradisíaco e faz do Canoa Blues o festival ideal para quem aprecia música de qualidade.

img_20161017_140020
Já na nona edição, o Canoa Blues integra o calendário de eventos do Governo do Estado do Ceará e atrai, além de cearenses, turistas de diversos países. Este ano, o festival antecipa mais uma vez um dia de apresentação e trará para Fortaleza a essência do Blues. No dia 3 de novembro, quinta-feira, o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura vai receber shows da formação paulistana Abdo Blues Band – que vai lançar o novo CD, “Plano B”.
Já em Canoa Quebrada, as atrações são o guitarrista Rodrigo Morcego (PE) e a banda cearense Blues Label, o pianista Adriano Grineberg (SP), a banda Gang da Cidade (CE) e a cantora Taryn Szpilman (RJ).
A programação se encerra com uma jam session comandada pelo duo Tutano Blues (CE).
Como em todos os anos, o Canoa Blues tem uma atenção especial para ações de responsabilidade social. Na edição de 2016, a organização está estimulando que o público faça doação de livros, que serão destinados ao Conselho Comunitário de Canoa Quebrada. As doações serão recolhidas nos locais dos shows. Também haverá oficina de arte-educação para crianças e adolescentes da comunidade, em 18 de novembro, na ONG Canoa Criança.
Todos os shows em Fortaleza e em Canoa Quebrada, assim como as atividades de arte-educação, são inteiramente gratuitos ao público.

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Cia. Cantação apresenta o musical “Era uma Vez… Os Saltimbancos” nesta quarta (12)

Neste dia das crianças, a Cia. Cantação apresenta no Espaço Espetáculo uma releitura do clássico – Os Saltimbancos – do cantor e compositor Chico Buarque. Uma das mais expressivas obras de teatro musical dedicada ao público infantil, no Brasil, “Os Saltimbancos” narra as aventuras de quatro bichos que, sentindo-se explorados por seus donos, resolvem fugir para a cidade e tentar a sorte como músicos.

Com direção musical de Cláudia Azevedo e direção cênica de Camila Praxedes, “Era uma vez… Os Saltimbancos” certamente é a melhor opção para este dia das crianças em Mossoró. Diversão, arte, alegria, música e cultura para você e sua família.

saltimbancos

SERVIÇO:

Data: 12/10

Hora: 17h

Local: ESPAÇO ESPETÁCULO
(Alto de São Manoel, na rua da Maçonaria, por trás do Rebouças Supermercado).

Senhas limitadas! R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia)

  • Crianças até 5 anos de idade, tem a entrada franca.
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn

Hilkelia apresenta show “Rock Symphony nesta sexta (7), em Mossoró

Comemorando os dez anos de carreira, a cantora lírica potiguar Hilkelia apresenta nesta sexta-feira (07), às 20h, no Teatro Dix-Huit Rosado, o show “Rock Symphony”. Com releituras de clássicos do rock, o repertório contará com sucessos das bandas Queen, A-Ha, U2, Adele, dentre outros. Também conhecida por suas interpretações líricas, Hilkelia manterá a sua essência, apresentando temas de musicais e Árias de Ópera. Dentre os destaques, o público poderá se deslumbrar com os clássicos: The Phantom Of The Opera (Andrew Lloyd Webber), Ária da Rainha da Noite (Mozart), Nessun Dorma (Puccini), Habanera (Ópera Carmem – Bizet) e Deliverance  (Yanni).

A apresentação em Mossoró terá uma mega produção e contará com uma estrutura de cenário, iluminação, projeção e efeitos especiais, utilizados em grandes shows internacionais e jamais vistos em eventos realizados na capital potiguar. A direção artística é do renomado diretor João Marcelino – que esteve à frente de várias edições do espetáculo “Chuva de Bala no país de Mossoró”.

Serviço:

Show “Rock Symphony”

Local: Teatro Dix-Huit Rosado

Data: Sexta-feira (07/10)

Horário: 20h

Ingressos na bilheteria do teatro.

R$ 20,00 (meia-entrada) e R$ 40,00 (inteira)

Patrocinio: Sebrae

Realização: Megafone Estudios, Cultura de Valor e LUBE Produções e Eventos

 

 

 

Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedIn