Blog

Consumo de fast-food e emagrecimento de forma saudável: é possível?

Consumo de fast-food e emagrecimento de forma saudável: é possível?

A revista Exame publicou uma matéria com o seguinte título: “Homem perde 17 quilos comendo só McDonald’s por 3 meses – Equilibrando nutrientes e fazendo exercícios, professor americano mostrou que é possível ser saudável mesmo consumindo apenas fast-food”. Com uma foto de um dos sanduíches mais famosos do mundo, e outra imagem com o antes e o depois da dieta com produtos da conhecida rede de fast-food, a matéria inicia chamando a atenção dos leitores ao dizer que o professor de ciências americano John Cisna, da cidade de Ankenky (Iwoa, Estados Unidos), provou que, para ser saudável, uma alimentação equilibrada juntamente com a prática de exercícios físicos é o suficiente, mesmo com o consumo diário de fast-food. O experimento, que virou documentário, foi conduzido pelo professor com o auxílio de 3 alunos, sendo caracterizado por um programa nutricional com duração de 3 meses, incluindo 3 refeições diárias totalizando até 2000 calorias (relatado que a quantidade de macronutrientes foi próxima à recomendada por médicos e nutricionistas). O professor consumiu apenas produtos da rede de fast-food, como saladas, sorvete, batatas fritas e sanduíches, e iniciou a prática diária de caminhada com duração de 45 minutos, alterando sua rotina sedentária. Ao final do estudo, o professor obteve redução de, aproximadamente, 17kg, juntamente com diminuição dos níveis de colesterol total e frações.

 

images (6)

 

Algumas indagações importantes devem ser levantadas: É possível uma dieta ser considerada equilibrada com produtos de fast-food consumidos 3 vezes ao dia? Como eram os hábitos alimentares do professor antes do início do estudo? Quão maior era o consumo energético? Qual o impacto do início da prática de atividade física sobre os resultados? Também foi considerado o equilíbrio de micronutrientes? Foram avaliadas as possíveis deficiências nutricionais neste período? Além da perda de peso, houve melhora de alguns parâmetros clínicos em 3 meses. Mas em longo prazo, como seria a variação destes resultados?

Assim, podemos verificar que diversos dados da metodologia do estudo não foram expostos ou não foram avaliados, sendo, assim, insuficientes para justificar adequadamente a interpretação dos resultados apresentados pela matéria, gerando dúvidas se os mesmos persistirão ao longo do tempo e quais as consequências adversas em longo prazo.

Neste sentido, é possível encontrar na literatura científica alguns estudos que avaliaram os efeitos do consumo de fast-food por um maior período de acompanhamento, como uma pesquisa publicada pelo European Journal of Clinical Nutrition, que investigou a ocorrência de síndrome metabólica (combinação de fatores de risco para doenças cardiovasculares) como consequência do consumo de fast-food, após 3 anos de seguimento. A pesquisa, realizada com 1476 adultos iranianos com idade entre 19 e 70 anos, encontrou que o maior consumo de fast-food foi correlacionado com maior risco para síndrome metabólica, elevação nos níveis séricos de triglicerídeos e da relação triglicerídeos/HDL, maior relação cintura/quadril e menor consumo de alimentos ricos em fitoquímicos ou fibras.

Resultados semelhantes foram evidenciados em outro estudo, que avaliou dados de 1944 adultos durante 2 anos. Foi observado que a ingestão de fast-food se relacionou significativamente com redução na ingestão de vegetais, frutas, carotenoides, fibras, ácido fólico e cálcio; maior IMC, circunferência de cintura e níveis sanguíneos de triglicerídeos; e maior risco para formação de placas de ateroma, indicando que o consumo deste tipo de alimentação pode ser relacionado a uma ingestão dietética de baixa qualidade e a fatores de risco cardiovascular.

 

download

 

Reforçando estes resultados, outras pesquisas publicadas em revistas científicas, que também envolveram diversos participantes, encontraram que a ingestão habitual de fast-food pode ocasionar aumento de peso, estresse oxidativo, baixa ingestão de frutas e vegetais, deficiências nutricionais, aumento de gordura abdominal e elevação dos níveis de insulina e glicose sanguíneos.

Assim, conseguimos verificar a complexidade que envolve o consumo deste tipo de alimentação, que pode oferecer diversos riscos à saúde, como doenças crônicas não transmissíveis, que incluem hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares e até mesmo câncer. Portanto, dietas focalizadas apenas no consumo de calorias para o emagrecimento possuem baixa qualidade nutricional, sendo ricas em gorduras, açúcares e aditivos químicos e pobres em vitaminas, minerais e compostos bioativos, os quais são essenciais para o bom funcionamento do organismo e, consequentemente, para a perda de peso e prevenção de doenças.

Além disso, já foi mostrado em estudos científicos que o total de calorias consumidas e utilizadas pelo corpo não é o único fator capaz de regular o peso ou a concentração de gordura corporal. Fatores genéticos, hormonais e gastrointestinais exercem um papel fundamental na manutenção da saúde e do peso e sabe-se que todos estes fatores podem ser modulados pela alimentação, de forma positiva ou negativa.

A atividade física também pode exercer um importante impacto sobre a composição corporal, pois influencia diretamente o gasto de energia diário. Um estudo mostrou que a prática de atividade física em indivíduos sedentários ocasionou redução de gordura visceral e melhora da sensibilidade à insulina independentemente da restrição de calorias.  Outro estudo encontrou que a prática de atividade física pode auxiliar na perda de peso e na aderência à dietas com restrição de calorias. Em mulheres sedentárias na pós-menopausa, a prática de caminhada sem mudanças na dieta possibilitou melhora na composição corporal. Já idosos obesos sedentários que iniciaram a prática de atividade física apresentaram maior perda de gordura corporal em relação aos que permaneceram sedentários. Dessa forma, considerando os malefícios dos produtos de fast-food já apresentados anteriormente, seria possível que os resultados obtidos pelo professor sejam, em parte, uma consequência desta mudança em sua rotina sedentária.

Portanto pode-se concluir que a matéria em questão teve forte apelo à possibilidade de perda de peso com o consumo de fast-food, o que pode induzir o leitor a acreditar que com este tipo de alimentação, juntamente com a prática de atividade física, é possível reduzir o peso corporal de maneira saudável. Todavia, não foram considerados os diversos e importantes contrapontos envolvidos. Temos que ter muita cautela com notícias de alimentação e saúde publicadas nos diferentes meios de comunicação, pois não existem dietas milagrosas, mas sim, planos alimentares individualizados elaborados por nutricionistas, que, seguidos com determinação e objetividade, proporcionam o equilíbrio do organismo e a perda de peso com saúde plena.

Governador recebe rede de supermercados que quer ampliar investimentos no RN

O governador Robinson Faria recebeu na manhã desta quarta-feira (27) o gerente Regional Comercial Nordeste do Atacadão, Abrahão Ângelo. O encontro teve como objetivo apresentar ao governador a proposta de instalação no Rio Grande do Norte de mais três unidades da rede brasileira de supermercados atacado-varejista, pertencente ao grupo Carrefour.

Na reunião, o governador apresentou um panorama dos investimentos feitos no Estado com o intuito de trazer o desenvolvimento para a região, como a promulgação da lei do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Industrial do Rio Grande do Norte (Proadi), que assegura a concessão de financiamento às industrias, a redução de ICMS do querosene para a aviação, o que resultou na vinda de novos voos, movimentou o setor turístico do Estado e elevou a cidade de Natal para o segundo melhor destino turístico do RN, a agilidade nas liberações de licenças ambientais, dentre outras ações.

Robinson informou, ainda, que, de acordo com pesquisas divulgadas pela Fecomércio, os investimentos realizados pela atual gestão geraram em 2015 um incremento de R$ 1,5 bilhão no comércio do Estado. “O que depender do governo do Estado nós vamos fazer para fortalecer a nossa economia e gerar mais emprego e renda para a população do Rio Grande do Norte”, afirmou Robinson Faria.

O Atacadão está no Estado há 11 anos e hoje conta com três lojas, duas na capital e uma em Mossoró. A rede está com um plano de expansão voltado para o Nordeste e com a instalação das três novas unidades no Rio Grande do Norte, a empresa espera gerar mais de 1,5 mil empregos diretos e 5 mil indiretos.

“Escolhemos o Rio Grande do Norte para instalar essas novas unidades porque acreditamos no desenvolvimento da região e também em função das ações da nova gestão que trouxeram para o setor boas propostas com bons incentivos”, disse Abrahão Ângelo.

27.01.2016 - Audiência Atacadão Foto Vivian Galvão (1)

O governador sugeriu marcar uma reunião com os secretários de Desenvolvimento Econômico e Tributação, e com a AGN, o Idema e o Corpo de Bombeiros para estudar as prospecções de áreas, licenças ambientais, e assuntos pertinentes à instalação das unidades. O consultor Márcio Mendes também participou do encontro.

Câmara de Mossoró aprova projetos do Executivo em sessão extraordinária nessa quarta (27)

Foi aprovado, em sessão extraordinária, na manhã desta quarta-feira, 27, o Projeto de Lei nº 1.179, de 19 de janeiro de 2016, que dispõe sobre a doação de terreno localizado no perímetro urbano do Município de Mossoró/RN. Foram quinze votos favoráveis e cinco contrários ao projeto de lei. O terreno será destinado à construção do Parque Municipal de Mossoró.

Ainda na manhã da quarta-feira também foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei complementar nº 122, de 19 de janeiro de 2016, que altera a lei complementar n. 105, de 04 de julho de 2014, dispondo sobre alterações na organização administrativa da administração pública direta e indireta do Município. Os dois projetos foram propostos pelo prefeito Francisco José Lima Silveira Júnior.

12565525_1092944720737701_8039167834620585504_n
Sessão presidida pelo Presidente Jório. Foto Edilberto Barros.                               

Atriz mossoroense cotada para integrar elenco de novela da Globo

A atriz mossoroense Lígia Kiss está cotada para integrar o elenco de “Velho Chico”, a próxima novela das 21h, da Rede Globo de Televisão. Algumas cenas da trama estão sendo gravadas em uma fazendo de algodão do município de Baraúna.

A emissora já havia informado que usaria atores locais na gravação. No entanto, não deu mais detalhes sobre o assunto.

Ligia Kiss faz parte da Companhia Pão Doce de Teatro. Conforme representantes da trupe, não é possível adiantar informações sobre a participação da atriz nas gravações da novela por questões contratuais.

A atriz Lígia Kiss atua na Cia Pão Doce de Teatro.
A atriz Lígia Kiss atua na Cia Pão Doce de Teatro.

A novela “Velho Chico”, de autoria de Edmara Barbosa e Bruno Barbosa, contará a história de uma família que mora próximo ao rio São Francisco.

Do www.mossoroense.com.br

 

Inaugura em Mossoró o novo supermercado da rede Hiper Queiroz no próximo dia 01/02

Mossoró vai descobrir um novo jeito de economizar! A grande inauguração do Hiper Queiroz do bairro Nova Betânia já tem data marcada.

Entre os serviços oferecidos no novo supermercado estão:

  • 150 vagas de estacionamento (incluindo subsolo)
  • Espaço amplo com 1800 m2 de área de vendas
  • 16 check-out para passar as compras
  • Espaço de hortifruti mais amplo da cidade
  • Frios com setor de refrigeração ultra-moderno
  • Padaria com pães e delícias quentinhas a toda hora
  • A maior variedade de produtos light e dietéticos
  • Grande setor de magazine com utilidades para o lar
  • Espaço de rotisseria para um lanche e café quentinho
  • Adega com a maior variedade de vinhos da cidade.

A equipe preparou um café da manhã para compartilhar com os clientes a alegria de mais uma conquista.

Será dia 01 de fevereiro, a partir das 09h, na Rua Antonio Vieira de Sá, Nova Betânia.

Parabéns para Mossoró e parabéns aos empresários Lucineide e Jair Queiroz por continuarem acreditando e apostando no mercado mossoroense, apesar de todo o cenário que se projeta para a economia brasileira este ano.

 

Lucineide e Jair Queiroz. (imagem de internet)
Lucineide e Jair Queiroz. (imagem de internet)

 

 

Entrevista exclusiva com Larissa Rosado: “Continuo com disposição para ir à luta”

A Coluna “Politicando” traz até você entrevistas exclusivas com Políticos, Empresários e Pessoas que se destacam na nossa sociedade. Acompanhe semanalmente o nosso bate papo e fique por dentro de tudo que acontece na política do nosso Estado.

E para dar continuidade a nossas entrevistas, conversamos com a Ex-Deputada Estadual Larissa Rosado, que nos recebe em sua casa em Tibau/RN e fala exclusivamente sobre temas como família, trajetória politica e planos para o futuro.

LARISSA ROSADO: “Continuo com disposição para ir à luta. A candidatura não parte unicamente do desejo do candidato. Também vem do sentimento popular e do diálogo com as forças políticas.” Assistam:

Agentes penitenciários do CDP de Assú-RN, interceptaram entrada de materiais ilícitos para dentro da unidade prisional

De acordo com os agentes, o indivíduo suspeito conseguiu evadir-se, mas todo material que estava com ele foi deixado para trás. Ao todo 11 celulares, 7 carregadores para celular, e aproximadamente 80 gramas de maconha, seriam jogados para dentro da unidade. Os agentes do CDP de Assu relatam que a falta de estrutura física da unidade facilita a entrada de objetos ilícitos na unidade.

Hoje o CDP conta com a equipe de setor de inteligência que combate o crime dentro da unidade, servindo de força auxiliar para o êxito desse objetivo. Hoje o CDP conta com 78 detentos custodiados, respondendo provisoriamente os mais variados crimes.

Homem encontra R$ 500 mil no quintal de casa e entrega à polícia

Do G1 RN

Um morador da Zona Norte de Natal encontrou neste domingo (24) R$ 500 mil dentro de um balde escondido no quintal de casa. Quatro revólveres estavam junto ao dinheiro. O homem fez a denúncia na Delegacia de Plantão Zona Norte, que apreendeu a quantia e as armas.

De acordo com a Polícia Civil, o homem encontrou o material e fez uma denúncia na delegacia. A polícia identificou que o dinheiro foi roubado de uma agência da Caixa Econômica Federal, na avenida João Medeiros Filho, no dia 11 de janeiro.

O delegado Ernani Leite encaminhou o dinheiro e armas para a Polícia Federal, que investiga o caso.

Segundo o homem que achou o dinheiro e as armas, todo o material estava dentro de um balde (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Segundo o homem que achou o dinheiro e as armas, todo o material estava dentro de um balde (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Mídia e Nutrição

Alimentação, saúde, bem-estar e corpo perfeito. Muitos são os sites da internet, blogs e revistas falando sobre emagrecer de variados modos e utilizando de inúmeras estratégias da moda, a fim de reduzir os quilos extras na balança. Matérias e dicas de nutrição são divulgadas em todos os meios de comunicação, principalmente na internet através das redes sociais. Isto faz com que a população cada dia apenas busque informações soltas, muitas vezes sem embasamento cientifico, outras vezes vinculadas a marcas de produtos que sem querer ou não buscam apenas a venda de ideias. Ou seja, somos bombardeados por informações nutricionais todos os dias desvinculadas de análise crítica e muitas vezes nos tornamos nutricionistas e médicos de nós mesmos. Ai que mora o perigo.

Vender ideias é muito fácil, mas será que adquirir corpo perfeito a qualquer custo realmente é o caminho da saúde? Ou será que algumas destas dicas nutricionais que fazem reduzir peso de forma rápida prejudicam nossa saúde em longo prazo? Inúmeras matérias têm saído na internet sobre como emagrecer ou perder a barriguinha tão indesejada. Dieta dos pontos, da proteína, zero carboidratos, do tipo sanguíneo, da sopa, das frutas, dos sucos, do limão, entre outras. Cinco, dez, vinte alimentos no controle do peso ou para secar o abdômen. Alimentos no controle da pressão arterial, alimentos no combate ao câncer. Se pararmos para analisar, a cada dia apenas são vendidas mais informações nutricionais, ou seja, cabe aos consumidores exigir a informação correta e aos nutricionistas esclarecer o que é mito ou verdade.  Pois se formos considerar realmente, equilíbrio é tudo, e não serão cinco alimentos específicos que vão combater o câncer e sim todo um hábito alimentar saudável por anos, atividade física e estilo de vida como um todo. A nutrição ajuda sim e é grande aliada da saúde, mas necessitamos sempre de cautela, dose certa e diversificar os alimentos na nossa alimentação.images (4)

Neste contexto, em uma breve circulada pela internet é possível ver uma série destas notícias que devem ser melhor esclarecidas. Em uma matéria publicada na revista Saúde mostra uma pesquisa realizada na Universidade de Lund, na Suécia, onde averiguou que uma proteína chamada Lfcin4-14 (encontrada do leite), desacelera o crescimento de células cancerosas do cólon. Pesquisadores observaram, após exposição de células danificadas desta porção do intestino à tal proteína, que as mesmas reduziram seus prejuízos, sugerindo um possível efeito protetor contra os danos no DNA celular. Por outro lado, algumas dúvidas podem permear esta questão, por exemplo, a proteína isolada in vitro pode sim fazer efeito na progressão deste tipo de câncer, mas supor que os produtos com leite também estariam fazendo este efeito como chama a matéria divulgada é outro caminho a se averiguar especificamente. Ao analisar algumas pesquisas realizadas nos últimos anos observou-se uma relação contrária do mesmo na progressão do câncer, o que deve ser levado em consideração. Portanto, investigar antes de levar a informação adiante é imprescindível nos dias atuais.

Alguns estudos tem mostrado relação de aumento do risco de câncer de próstata com o aumento do consumo de leite. Americanos averiguaram que esta relação modificava-se com o tipo de produto utilizado, sendo que o leite desnatado foi associado a um maior risco de câncer de próstata não agressivo, e seu produto integral a um aumento de mortalidade, ou seja, após diagnóstico o mesmo parecia intensificar a progressão do mesmo. Para incrementar ainda mais esta informação, a Harvard School apresentou a publicação de um guia chamado Healthy Eating Plate, onde orienta a redução de lacticínios da alimentação. O leite de vaca é verificado na prática clínica ser um alimento altamente alergênico, além de ser frequentemente relacionado à constipação, refluxo gastroesofágico, problemas de pele (eczema), sinusite, enxaquecas e dores nas articulações. A mesma publicação relata a importância do consumo de vegetais verde escuros, grãos e leguminosas a fim de suprir as necessidades nutricionais de cálcio, fontes estas de qualidade na alimentação. Porém esta informação também foi alvo das redes sociais, onde vinculou-se que a mesma instituição orientava a remoção dos leite e derivados da alimentação e não a redução. Se ele deve ou não ser inserido na alimentação, cabe aos profissionais e seus pacientes averiguarem juntos, mas que a informação repassada deve ser a mais íntegra possível, não há dúvidas que temos que começar a ser mais cautelosos.

O site Terra publicou um relato de uma jovem adolescente de 90kg que após deixar de comer bolacha recheada perdeu 35kg. Estes alimentos doces definidos como palatáveis favorecem a alimentação passiva, ganho de peso e aumentam a predisposição a obesidade, uma vez que apresentam baixo valor nutricional, teores muitas vezes elevados de gordura e sacarose, ou seja, não há duvidas que estes alimentos fazem mal a saúde. Alguns estudos sugerem que a ingestão intermitente isolada de alimentos palatáveis poderia desencadear compulsão alimentar por alimentos hiperglicídicos e hiperlipídicos e uma alteração na resposta neuronal de recompensa central, mecanismo este semelhante ao que ocorre em indivíduos viciados em drogas. Entretanto, o que vale ressaltar é que a retirada da bolacha recheada sozinha sem equilibrar o restante da alimentação não faria a redução do peso como relatado na matéria. A inserção de alimentos saudáveis, a retirada destes e outros alimentos ricos em gordura e açúcar, aliado a atividade física é que realmente podem trazer os resultados observados. Ou seja, mais uma vez a mídia utilizada da sua força de impacto para chamar a atenção a um produto específico, seja ele bom ou ruim, mas fazendo o consumidor focar em uma ideia e não no equilíbrio nutricional como um todo.

Uma matéria publicada na revista Dieta Já, disponível na internet faz menção a “Dieta da Goji” que emagrece dois quilos por semana. Do mesmo modo, o programa Mais Você anunciou os inúmeros benefícios da Goji Berry no que se refere ao potencial efeito antioxidante desta frutinha vermelha, podendo ajudar no emagrecimento, pois queima gordura com mais facilidade, além de melhorar o sono e o humor. Em relação à parte científica, atualmente esta fruta tem sido foco de pesquisas realizadas em países ocidentais e europeus devido ao seu potencial efeito antioxidante. Além disso, estudos tem demonstrado que a Goji parece ser hepatoprotetora, além de mediar inibindo o sistema renina/angiotensina, que pode estar relacionado ao tratamento da Hipertensão Arterial Sistêmica (HAS). Pesquisadores também tem apresentado possível relação destas frutas no controle glicêmico, efeito anti-apoptótico, além de aumentar os níveis de zeaxantina, benéfica no tratamento de degeneração macular relacionada à idade. Composta por 18 aminoácidos diferentes, dentre eles a taurina, a Goji tem sido estudada como importante agente terapêutico nas complicações do diabetes tipo II, além de inibir a ativação da caspase-3 em cardiomiócitos isquêmicos. Que a Goji realmente possui propriedades terapêuticas por meio do seu poder antioxidante e imunomodulador não há dúvidas, mas responsabilizar ela totalmente por uma perda de peso de dois quilos por semana, é necessário um pouco mais de cautela. Inserir a mesma na alimentação por seu valor nutricional inquestionável, assim como as outras berries é sim estratégia valiosa a saúde e deve ser considerada.

rev          GetAttachment

Muitos são as matérias publicadas todos os dias, sem contar com as inúmeras dicas e cardápios padronizados orientados muitas vezes por profissionais nutricionistas, médicos ou mesmo educadores físicos. O mínimo de coerência, análise crítica e discernimento devem ser considerados, porque equilíbrio alimentar e nutricional é fundamental para melhora da saúde como um todo, independente de cada objetivo.

 

Governo já promoveu quase 4.200 agentes de segurança pública em 13 meses

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio da Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), promoveu nesta segunda-feira (25) mais 1.121 policiais e bombeiros militares. Com isso, já somam 4.187 agentes de segurança pública promovidos pelo governador Robinson Faria em apenas 13 meses de gestão, sendo 3.378 militares estaduais (205 oficiais e 3.173 praças) e 809 policiais civis.

Do total de promovidos hoje, 1.039 são policiais militares e 82 bombeiros. Da PM foram promovidos 830 militares a graduação de cabo, 52 a 3º sargento, 52 a 2º sargento, 52 a 1º sargento e 53 a subtenente. Já o CBMRN, promoveu 59 militares a cabo, oito a 2º sargento, cinco a 1º sargento e 10 a subtenente. As promoções são retroativas ao dia 25 de dezembro e foram oficializadas em publicação nos Boletins Gerais das instituições.

O governador Robinson Faria destaca que, em seu governo, já foi realizado o maior número de promoções da história do Rio Grande do Norte. “Estamos cumprindo o nosso compromisso com a corporação e com a população em geral, que espera ter uma polícia dedicada e motivada para protegê-la. Nosso governo valoriza a Polícia”, afirma.

O chefe do Executivo estadual determinou que o novo comandante da Polícia Militar, Coronel Dancleiton Pereira, comparecesse à Assembleia Geral de Praças da Polícia Militar e dos Bombeiros Militar e assinasse as promoções dos policiais militares nesta segunda-feira (25).

Da mesma forma, o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar, Coronel Otto Ricardo Saraiva de Souza, também assinou hoje o ato de promoção dos militares da corporação.

A secretária estadual de Segurança Pública, Kalina Leite, ressaltou o empenho do governador para garantir as promoções. “Para chegar aonde queremos precisamos ter profissionais valorizados, e sem dúvida um dos caminhos para isso é o reconhecimento advindo das promoções”, destaca.