Tag: arte

Jazz na capital do oeste potiguar

No próximo mês, Mossoró recebe na ‘Estação das Artes Elizeu Ventania’, pelo segundo ano consecutivo, um dos maiores festivais do gênero no Brasil, o Fest Bossa & Jazz 2017. Totalmente gratuito, o evento acontece nos dias 22 e 23 de setembro.

A mais nova atração confirmada pela organização do Fest Bossa & Jazz é a Orquestra Sanfônica de Mossoró.  O grupo vai preparar um show especial que contará também com o talento da cantora potiguar, Dayanne Nunes. Regida pelo jovem maestro Cláudio Araújo, a Orquestra se tornou umas das maiores representações culturais da música potiguar nordestina e, em especial, dos mossoroenses e já dividiu palco com grandes artistas locais e nacionais.

Entre os artistas já anunciados para edição 2017 de Mossoró, estão: o músico luso-brasileiro Nuno Mindelis, Sueldo Soares convida Sandra de Sá e o Tributo a Emílio Santiago que envolverá os artistas Marcos Lessa, Alan Barboza, Fernando Merlino, Alex Magno, Anderson Lima e Gustavo Almeida.

O Festival vai ser em setembro, mas neste mês, os ansiosos já podem se programar para as prévias que acontecerão no Thermas Hotel & Resort e no Virgulino Bar. As datas serão divulgadas em breve.

O evento é assinado pela Juçara Figueiredo Produções, com apoio da Prefeitura Municipal de Mossoró, patrocínio Governo do Estado do Rio Grande do Norte, através da Lei Estadual Câmara Cascudo de Incentivo à Cultura, recursos da SETUR e EMPROTUR por meio do Governo Cidadão. E, a promoção em Mossoró ficar por conta da TCM.

Zeca Baleiro se apresenta em Mossoró dia 06 de maio

O cantor e compositor Zeca Baleiro se apresenta na festa de 10 anos do programa “Coisas do Sertão”, que acontece no dia 06 de maio, no Teatro Dix-Huit Rosado.

Neste show, acompanhado de seus violões, para os quais usa algumas afinações diferentes das usuais, e de Tuco Marcondes (guitarras e vocais), o cantor e compositor maranhense faz um passeio pela sua discografia, mostrando alguns lados B e arranjos contagiantes de canções já consagradas como “Salão de Beleza”, “Telegrama”, “Meu Amor Minha Flor Minha Menina” e “Babylon”.

O público também pode esperar surpresas de Zeca Baleiro, que costuma preparar releituras de músicas de outros artistas.

12

Sobre Zeca Baleiro

Jose Ribamar Coelho Santos, conhecido como Zeca Baleiro, músico, cantor e compositor brasileiro, nasceu em Arari no interior do Maranhão, no dia 11 de abril de 1966.

O apelido “Baleiro” vem do fato de José Ribamar gostar muito de doces e, quando cursava faculdade costumava ter sempre balas para consumir entre as aulas.

Iniciou sua carreira fazendo trilhas sonoras de peças de teatro. Mudou-se para São Paulo, onde participou de um disco de Gal Costa e a partir daí sua carreira deslanchou.

Entre seus CDs e DVDs estão: Por Onde Andará Stephen Fry? (1997) (Disco de ouro), Vô Imbolá (1999) (Dico de ouro), Líricas (2000) (Disco de ouro), Pet Shop Mundo Cão (2002), Raimundo Fagner e Zeca Baleiro (2003) (Disco de ouro), Baladas do Asfalto e Outros Blues (2005), Baladas do Asfalto e Outros Blues Ao Vivo (2006), O Coração do Homem Bomba – Vol. 1 (2008), O Coração do Homem Bomba – Vol. 2 (2008), O Coração do Homem Bomba – Ao Vivo (2008), Concerto (2010), Lado Z (2012), Era Domingo (2016).

SERVIÇO: 

QUANDO? 06/05/2017

ONDE: Teatro Dix-Huit Rosado

INGRESSOS: R$ 80,00 (antecipado) R$ 100.00 (no dia)

PONTOS DE VENDA:
Sapataria Passo a Passo, Partage Shopping e na loja Morena Flor localizada no Shopping Boulevard.

INFORMAÇÕES: 84 99687-4177 e 98610-1033

Cia. Pão Doce embarca hoje para apresentações em São Paulo

A Cia. Pão Doce de Teatro, de Mossoró, partirá hoje (dia 25 de abril) para terras paulistas. O grupo foi convidado pelo SESC SP para ser parte da programação do Circuito Sesc de Arte 2017. Na ocasião passarão por nove cidades com o espetáculo “A Casatória c’a Defunta”.

O Circuito Sesc de Artes traz em sua programação diferentes ações de música, dança, teatro, circo, cinema, artes visuais e literatura. A programação envolve 80 trabalhos artísticos com 529 artistas em 882 apresentações. As apresentações serão realizadas em espaços públicos, como praças e ruas com cerca de 700 horas de programação.

“A Casatória c’a Defunta” é uma comédia romântica para a rua e espaços alternativos, que surgiu a partir de uma pesquisa desenvolvida pela Cia. Pão Doce de Teatro nas zonas rurais do RN, que tinha como objetivo, descobrir a partir da arte, formas de debater sobre a vida e a morte segundo o imaginário popular.

Impulsionado por histórias de amor sertanejo, causos de vida e morte, brebotos de calçadas e tantos outros contos e pontos que enriquecem o folclore brasileiro, o grupo envolve o público com causos que vão desde a poesia matuta, impregnada de humor, neologismos, sarcasmo, amor e ódio, até cantorias, contos de “malassombro”, piadas e textos de nordestinidade apurada, proporcionando aos espectadores novas sensações e boas reflexões sobre a pós-vida, e sobre a cultura popular e sua preservação.

Com um texto delicado e metafórico, o autor Romero Oliveira retrata uma história de amor, amizade, respeito e equilíbrio entre os mundos real e espiritual, mostrando através da cena e da musicalidade, a vida e a morte como distintas e ao mesmo tempo equivalentes, navegando entre os ritmos populares do Nordeste e canções autorais executadas ao vivo.

O grupo utiliza na construção cenográfica do espetáculo, elementos redefinidos em suas funções a partir da rica e poética “estética da pobreza” do cenógrafo, figurinista e diretor Marcos Leonardo que utiliza no figurino, adereços e cenário, construídos de lona, estopa, madeira de descarte, cobertores, couro, vara de pescar, retalhos de tecidos, calçados velhos, e na iluminação de baixo consumo, o princípio da sustentabilidade.

SINOPSE

A Casatória C’a Defunta conta de modo lúdico e divertido as peripécias de quem já partiu desta vida para uma melhor e dos que ainda respiram por esses ares. Cinco atores em “pés-de-banco” levam a magia para as ruas a partir da história do medroso Afrânio, que está prestes a casar-se com a romântica Maria Flor, mas acidentalmente casa-se com a fantasmagórica Moça de Branco, que o conduz para o submundo. Lá, o jovem fará valorosos amigos e aprenderá uma grande lição, porém está disposto a não desistir do seu amor verdadeiro, mesmo que isto lhe custe a própria vida.

CIA. PÃO DOCE DE TEATRO

A Cia. Pão Doce de Teatro, de Mossoró, nasceu da união de um grupo de atores para realização de uma única apresentação do espetáculo “A Aurora da Minha Vida”, de Naum Alves de Souza, em comemoração aos 100 anos do Colégio Diocesano Santa Luzia. A partir daí, não parou mais.

Hoje a Companhia figura entre os mais importantes grupos teatrais no cenário cultural norte-rio-Grandense, seguindo desde 2002 uma linha de atuação e pesquisa que contempla todas as idades.

A companhia seguiu como uma escola para jovens atores durante quase dez anos, tendo em seu currículo algumas montagens como “Eu Chovo, tu Choves, ele Chove” de Sylvia Orthof (2004), “Meus Bons Tempos” (2006-2012), “Sonho de Cinderela” (2008), “À luz do luar” (2012), “A Casatória c´a Defunta” (2014) e sarais, como “Os Menestréis de Oswaldo” (2009-2013), “Os Amores de Cora e Chico” (2010), “Retalhos de Carnaval” (2011) e “Acordo Invisível” (2012).

Desenvolvendo até hoje um trabalho investigativo com foco na construção da presença do ator e da música como elemento de dramaturgia, a Cia. Pão Doce continua aperfeiçoando as suas produções e métodos de interagir com o cenário local, colaborando sempre para a pluralidade cênica na cidade de Mossoró.

O grupo já circulou por diversas cidades do Nordeste e desenvolveu durante dois anos um trabalho em mais de vinte zonas rurais no estado do Rio Grande do Norte, com o “Projeto Pão Doce na Rural”, através do Programa Banco do Nordeste de Cultura em parceria com BNDES e Governo Federal, o processo do Pão Doce na Rural, despertou na Companhia o interesse de estar cada vez mais próximo do público, surgindo assim em 2014, o primeiro espetáculo para a rua e espaços alternativos, “A Casatória c’a Defunta”.

Contemplado com o Prêmio Fomento de Incentivo às Artes, este é o primeiro espetáculo do grupo que conta com texto e músicas autorais. A Cia. Pão Doce de Teatro traz em seu currículo participação em importantes festivais pelo Nordeste.

Foi contemplada em 2014 com o Prêmio Funarte Artes na Rua, representou o RN no Intercâmbio Cultural Palco Giratório 2015 (RN-GO) e no 22º Festival Nordestino de Teatro de Guaramiranga, ficando entre os três melhores espetáculos da Mostra Nordeste segundo o júri popular com o espetáculo “A Casatória c’a Defunta”.

Participou da Aldeia Sesc Seridó 2015, XI Mostra Ariús de Teatro, Aldeia Palco Giratório (PB e RN), do III Festival O Mundo Inteiro é um Palco, organizado pelo grupo Clowns de Shakespeare, do 6º Festival Popular de Teatro de Fortaleza, 17ª Mostra Sesc Cariri de Culturas, do 3º Festival Nacional de Teatro de Rua do Ceará, do 17º encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua, foi selecionada para integrar o Circuito Palco Giratório 2016, recebeu duas indicações ao Troféu Cultura RN 2016 nas categorias de “Melhor Ator” e “Melhor Atriz” e duas indicações ao Prêmio Cenym do Teatro Nacional nas categorias “Melhor Cia. de Teatro” e “Melhores adereços e objetos de cena” levando para casa os troféus de “Melhor Ator” e “Melhores adereços e objetos de cena”.

O grupo já circulou por mais de 60 cidades entre 19 estados brasileiros e mantém hoje uma sede em parceria com a Cia. A Máscara de Teatro, o Espetáculo Espaço Artístico, no qual realiza seus ensaios, trabalhos de produção, oficinas, pesquisas e apresentações de espetáculos das duas companhias e de outros companheiros de arte.

Ficha Técnica

Direção | Marcos Leonardo
Elenco | Ligia Kiss, Mônica Danuta, Paulo Lima, Raull Davyson, Romero Oliveira
Texto | Romero Oliveira
Concepção e Direção Musical | Romero Oliveira
Cenografia e Figurino | Marcos Leonardo
Contrarregra | Bárbara Paiva
Maquiagem | Cia. Pão Doce de Teatro
Fotografia | George Vale
Designer | Igor Castro
Produção | Cia. Pão Doce de Teatro

(fonte: www.papocultura.com.br)

Sesi Big Band lança seu primeiro CD em Mossoró com participação de Khrystal

A SESI BIG BAND lança seu primeiro CD em Mossoró, neste sábado dia 16 de Abril , com participação especial da cantora e compositora potiguar Khrystal.

Lançamento do CD da Sesi Big Band
Lançamento do CD da Sesi Big Band

A SESI Big Band é uma orquestra de jazz formada pelos instrutores/professores do projeto SESI Arte do RN. O projeto tem como foco o ensino da música através de instrumentos musicais e está em atividade nas Unidades Operacionais do SESI-RN: Natal, Mossoró, Macau e Assu. A SESI Big Band é um grupo de jazz profissional que conta com a direção do maestro Eugênio Graça, composta por cinco saxofones, cinco trombones, quatro trompetes, tuba, contrabaixo, piano, guitarra, percussão e bateria.

O repertório da SESI Big Band vai do Swing até o Latin Jazz, passando pelo Beebop, Funk Jazz e Free Jazz.

Os espetáculos que se realizam desde 2013 e buscam aproximar a orquestra, a música instrumental e o jazz ao grande público, colaborando dessa forma para o precioso e imprescindível trabalho de formação de públicos e plateias no Rio Grande do Norte.

Local: Teatro Dix Huit Rosado, Mossoró/RN
Dia: 16 de Abril
Horário: 20h30
Entrada: Gratuita (as senhas são limitadas e devem ser retiradas na unidade local do SESI)

Prefeito anuncia prêmio de incentivo à cultura

A arte esteve em evidência na noite desta terça-feira, 5, com a apresentação de performances teatrais e circenses ‘Da Rua ao Palco, Do Palco à Rua’. Palhaços e grupos de teatro expressaram a pluralidade da Cultura, durante o evento, que celebrou o Dia Internacional do Teatro e o Dia do Circo, com entrada gratuita. A ação foi promovida pela Prefeitura Municipal de Mossoró em parceria com a Fundação José Augusto.

“Esse evento é importante porque valoriza o trabalho dos artistas da nossa terra, reconhece a cultura da nossa cidade”, disse o ator Alexandre Filho, da Cia Mandacaru Teatro.

pmm

A titular da Secretaria de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Glaudionora Silveira, também falou sobre a ação. “Foi uma homenagem aos artistas de Mossoró, profissionais que promovem a cultura da cidade. Além disso, o evento possibilitou que as companhias de teatro e os artistas de circo mostrassem seus trabalhos, e permitiu que a população se aproximasse da cultura”, frisou. O Dia Internacional do Teatro e o Dia do Circo são comemorados, anualmente em 27 de março.

O prefeito Francisco José Júnior participou da celebração, que também foi acompanhada por jovens, adultos e crianças. Na ocasião, o chefe do Executivo Municipal anunciou a realização do prêmio fomento, que incentiva projetos culturais de Mossoró. No total, serão disponibilizados R$ 80 mil, distribuídos entre três categorias: artes cênicas (R$ 40 mil), música (R$ 25 mil) e cultura popular (R$ 15 mil). A iniciativa cumpre determinação da Lei de Incentivo à Cultura Maurício de Oliveira, instituída em 2015 e que prevê a efetivação do prêmio, contemplando, ao menos, três áreas da cultura, anualmente.

pmm2

Ainda durante o evento, o prefeito entregou o certificado de posse à Joana D’Arc Fernandes, que assume a presidência do Conselho Municipal de Políticas Culturais. Joana é presidente da Academia Feminina de Letras e Artes Mossoroense, foi professora da Uern durante 30 anos, secretária adjunta de Estado do Trabalho e da Assistência Social, e secretária da Ação Social em três gestões municipais, em Mossoró.

“Joana D’Arc vai ser a primeira presidente do Conselho Municipal de Políticas Culturais. Agora, vamos pensar juntos a Cultura de nossa cidade. Além disso, quero parabenizar os artistas de Mossoró. Nosso município pode se orgulhar dos artistas que tem”, declarou o chefe do Executivo Municipal.

Via SECOM/PMM